© 2017 por HELIX ESCARGOTS

Rua Dr. Albuquerque Lins, 867 / 404 - São Paulo - tel. 11 9 9603 8720

  • Facebook Social Icon

QUEM SOMOS

     Pioneiro na criação de escargots no Brasil, desde 1979, o Eng. Agrônomo e Produtor Rural Carlos Alberto da Fonseca Funcia vem desenvolvendo e difundindo técnicas criatórias sustentáveis e mais adequadas às condições de temperatura do país, além da aclimatação de animais da espécie Helix aspersa maxima, conhecidos como Gros-gris.

 

     Estabelecido em propriedade rural familiar situada no município de Piracaia/SP, mantém a criação de escargots em bases sustentáveis, buscando o reaproveitamento continuo dos insumos produzidos localmente.

    Nessa mesma propriedade, onde se encontra o criatório e a fábrica HELIX Escargots, são selecionadas as matrizes fornecidas aos criadores. O plantel próprio produzido no criatório abastece a fábrica de conservas de escargots. Além disso, Helix Escargots adquire a produção dos criadores parceiros para abate e comercialização no mercado brasileiro.  

     É responsável pela formação da grande maioria dos helicicultores no Brasil,  em cursos presenciais ministrados de 1984 até 2015, na Associação de Engenheiros Agrônomos de São Paulo e na Sociedade Rural Brasileira e em instalações próprias. 

    Prestou ainda assessoria para a formação de criadores independentes e para o estabelecimento de indústrias artesanais no Uruguai, Peru, Bolívia, Equador, Colombia, Portugal e Africa do Sul. 

    Parte dos helicicultores brasileiros, formados sob a orientação do Eng. Funcia, permanecem, até hoje, criando e fornecendo animais vivos para industrialização e comercialização pela fábrica Helix.

Carlos Alberto F. Funcia

O que diz a Imprensa?

Clique abaixo e assista/leia
Programa Terra Viva - 29/09/2006
Parte 1       e       Parte 2
Revista Guia Rural  
Maio 1989 p.14 a 17
Revista Veja - janeiro/2013
Suplemento Feminino - Jornal
O Estado de São Paulo 
Programa Terra Viva - 01/02/2007
Parte 1      e     Parte 2 
Parte 1       e      Parte 2

Programa do Jô Soares - 23/03/2011